O Grande Incêndio de Roma foi orquestrado pelo tirânico Nero?

Você já deve ter ouvido falar que Nero pôs fogo em Roma... Bem, de fato, Roma queimou. Mas não foi exatamente Nero quem mandou queimar. Na verdade, ninguém sabe se o Grande Incêndio de 64 d.C foi acidental ou criminoso.

Incendio_Roma_01

Você achou chocante a selvageria que Daenerys Targaryen fez ao queimar a cidade de King's Landing em Game of Thrones? Pois então saiba que, mesmo não tendo um dragão de estimação, um Imperador foi considerado culpado por atear fogo em sua própria cidade. Nero (37 d.C-68 d.C), segundo a tradição informa, teria tido um pedido rejeitado pelo Senado Romano. Sua vontade era desapropriar alguns moradores para embelezar a cidade de Roma, criando palácios e construções de alta elite. O Senado negou, e como forma de fazer o que queria, ele ateou fogo em tudo. De 18 de Julho até 24 de Julho de 64 d.C, a cidade, coração do Império Romano ardeu em chamas. Enquanto isso, o Imperador, muito bem guardado via a destruição tocando sua lira, em um viés tirânico e doentio que pintaram sua imagem. Bem, pelo menos essa é a forma comum de se ver essa catástrofe...

De fato, o incêndio de Roma é historicamente datado. Das quatorze Urbes que juntas criavam a cidade antiga de Roma, dez foram afetadas pelo incêndio. Dois terços do grosso que formava o centro foram destruídos, incluindo-se o Lar das Virgens Vestais e o Templo de Júpiter. O local de início do incêndio provavelmente foi um emaranhado de construções de madeira perto do Circo Máximo, a versão do hipódromo grego de Roma. Assim que começou, o fogo não teve dificuldades em se espalhar. As construções das principais partes da cidade eram de madeiras. Os romanos, pelo menos os não abastados viviam em ínsulas, edifícios de madeira, e por isso altamente inflamáveis, facilitou a viagem do fogo. Além disso, Roma estava escassa de chuvas, e um vento do sudeste jogava as labaredas para as partes mais povoadas da cidade.

Incendio_Roma_02

E Nero nesse meio? Bem, é claro que o Imperador não tinha uma boa fama, e saiu dessa catástrofe como o grande culpado. Mas, nada historicamente diz que foi ele quem botou fogo em sua própria cidade. Se analisarmos a biografia do Imperador, é passível que ele não tivesse remorso em fazer isso. Matou sua mãe, Agripinila em 52 d.C, sendo esta irmã de Calígula, outro Imperador que é conhecido pelas suas excentricidades. Nada comprovado, mas paira sobre Nero e sua mãe o assassinato por veneno de Tibério Cláudio, antecessor de Nero, tio e marido de Agripilina. Depois, Nero exilou e matou sua primeira esposa, Cláudia Otávia e passou a perseguir todos os senadores conspiradores. Dos escritos de sua pessoa, Tácito, Suetônio e Dião Cássio são alguns que falam sobre seu reinado, e nenhum deles de maneira benéfica sobre sua pessoa.

A acusação de que Nero foi o responsável veio de dois desses escritores, Suetônio e Dião Cássio. São deles a ideia de que, por não conseguir o aval do Senado Romano para reconstruir Roma a sua vontade, fez com que seus guardas ateassem fogo em tudo. De fato, após o incêndio, o Imperador conseguiu comprar a preços bem mais acessíveis terras que estavam aos escombros, perto de seu palácio - que não foi afetado. Parte de seu plano apresentado ao Senado era a revitalização de seu Domus Transitoria, seu local de repouso. Os dois ainda falam que enquanto a cidade ardia, Nero cantava em sua varanda, ao som de sua lira. Pelos escritos de Suetônio e Dião Cássio, em outros momentos de sua obra, é possível ver uma natureza enviesada de seus relatos, que vão na contramão com o postulado por Tácito.

Mesmo que Tácito também descreva o matricídio de Nero e outros atentados promovidos por ele, o incêndio não é colocado em sua conta. Segundo consta, Nero estaria até mesmo fora de Roma na data da catástrofe, em Anzio. Quando soube do que estava acontecendo, correu para ver o que podia fazer contra o incêndio. Usou do próprio tesouro para solicitar material para construção e comprar alimentos. Abriu as portas de seu palácio para que aqueles que perderam suas casas pudessem se abrigar. Tácito também fala, como seus "irmãos" que Nero se aproveitou desse incêndio para criar um novo plano arquitetônico. Em especial, a construção de um novo palácio, o Domus Aurea, a Casa Dourada. Mas, como ele conseguiria tanto dinheiro para revitalizar uma cidade em chamas? Aumentando os impostos de todos os outros cantos do Império.

Incendio_Roma_03

Se Nero se tornou culpado na história pelo incêndio de Roma, após o desastre o Imperador já tinha quem culpar. Ou melhor, seu bode expiatório: os cristãos. A época, Roma detinha uma postura contrária e enérgica aqueles que serviam aos ensinamentos de Cristo. Não por menos, a caça e o assassinato dos "hereges" da religião romana eram comuns, e incentivados pelos Imperadores. Logo, Nero usou-se da ideia de que foram os cristão mais radicais que produziram um incêndio. No fundo, a história deixou uma calúnia pairar sobre Nero, já que não se sabe se o grande incêndio foi simplesmente acidental ou fruto de sua mente. E é claro que o Imperador também usou da árdua necessidade do que hoje é conhecido como fake news, para culpar os cristãos e incentivar ainda mais sua caça e punição.

No fim, o Grande Incêndio de Roma do ano de 64 d.C permanece um mistério. Ninguém sabe ao certo se houve um mandante, se Imperador ou cristão. Mas, fato é que Nero tinha motivos, e vários para querer destruir parte da cidade. Embora, pensando estrategicamente, não era uma das melhores formas de conseguir algo. Mesmo caluniado, o Imperador conseguiu parte de seus termos, e comprou terrenos que antes eram assentamentos de romanos. Contudo, o aumento dos impostos para a construção de uma nova Roma só seria a ponta do iceberg para que, em 68 d.C, Nero viesse a se suicidar cercado pelas intrigas palacianas típicas do que Daenerys Targaryen teria participado se não tivesse torrado completamente a capital de Westeros. Com o fim de Nero, cai também a dinastia júlio-claudiana, e o Império Romano entra em um momento conturbado de guerras, culminando com a fundação da dinastia Flaviana com o Imperador Vespasiano (9  d.C - 79 d.C).

Fonte: InfoEscola, Wikipédia

COMMENTS

Nome

Análise,2,Ásia,1,Ciência,13,Culinária,1,Curiosidades,69,Educação,15,Filmes,10,História,14,Iêmen,1,Islândia,1,Israel,4,Jogos,12,Mitologia,11,Mundo,1,Nintendo,1,Palestina,1,Patrocinado,1,Pokémon,1,Política,1,Religião,8,Séries,12,Suméria,1,Viagens,13,
ltr
item
O Curioso Mundo de Vítor Hugo: O Grande Incêndio de Roma foi orquestrado pelo tirânico Nero?
O Grande Incêndio de Roma foi orquestrado pelo tirânico Nero?
Você já deve ter ouvido falar que Nero pôs fogo em Roma... Bem, de fato, Roma queimou. Mas não foi exatamente Nero quem mandou queimar. Na verdade, ninguém sabe se o Grande Incêndio de 64 d.C foi acidental ou criminoso.
https://1.bp.blogspot.com/-yzai-Fexyes/XO23vbGoxSI/AAAAAAAAK8E/6xcN0wvKLdQ3Ka1b_cG7yPjmdcwj4pZeQCLcBGAs/s640/Incendio_Roma.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-yzai-Fexyes/XO23vbGoxSI/AAAAAAAAK8E/6xcN0wvKLdQ3Ka1b_cG7yPjmdcwj4pZeQCLcBGAs/s72-c/Incendio_Roma.jpg
O Curioso Mundo de Vítor Hugo
https://www.mundovh.com/2019/05/roma-incendio-nero.html
https://www.mundovh.com/
https://www.mundovh.com/
https://www.mundovh.com/2019/05/roma-incendio-nero.html
true
4458632588204771738
UTF-8
ENCONTRANDO TODOS OS POSTS Not found any posts VEJA TODOS Leia Mais Reply Cancel reply Delete Por Início PÁGINAS POSTS View All RECOMMENDADO PARA VOCÊ LABEL ARQUIVOS BUSCAR TODOS OS POSTS Infelizmente, não encontramos sua pesquisa Retorne ao Menu Principal Sunday Monday Tuesday Wednesday Thursday Friday Saturday Sun Mon Tue Wed Thu Fri Sat January February March April May June July August September October November December Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec just now 1 minute ago $$1$$ minutes ago 1 hour ago $$1$$ hours ago Yesterday $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago more than 5 weeks ago Followers Follow THIS PREMIUM CONTENT IS LOCKED STEP 1: Share to a social network STEP 2: Click the link on your social network Copy All Code Select All Code All codes were copied to your clipboard Can not copy the codes / texts, please press [CTRL]+[C] (or CMD+C with Mac) to copy